Rental News | Confira nossa publicação mensal

10

Mai 2018

Notícias de Mercado

– Indústria dos Materiais de Construção fecha o primeiro trimestre de 2018 com crescimento de 2,1% no faturamento A ABRAMAT […]

– Indústria dos Materiais de Construção fecha o primeiro trimestre de 2018 com crescimento de 2,1% no faturamento

A ABRAMAT (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) divulgou seu índice de março, apontando crescimento no faturamento deflacionado no trimestre de 2,1%. O resultado positivo, contudo, ainda não significa plena recuperação, uma vez que tomando como referência o acumulado dos últimos 12 meses, ou seja, de abril de 2017 a março de 2018, o faturamento registra queda de 1,6%. Na comparação entre março de 2017 e março de 2018, o estudo aponta estabilidade (variação de 0,0%).

Analisando os números em maior detalhe, observa-se crescimento no faturamento dos dois segmentos em que se dividem os produtos: base e acabamento. No trimestre, os produtos de base registraram crescimento de 2,2% e os de acabamento 2,0%.

O resultado acumulado é superior à projeção do ano, no entanto a associação entende que ocorrerão variações pontuais nos resultados mês a mês, fazendo com que a previsão para o fechamento de 2018, crescimento de 1,5%, seja mantida.

A expectativa é que as vendas para o varejo sigam crescendo, puxando o setor até o momento em que as grandes construções e obras de infraestrutura voltem a apresentar crescimento relativo a períodos anteriores. O ano de eleições contribui negativamente nesse aspecto, uma vez que muitas obras públicas serão iniciadas apenas ao término da eleição.

 

– FMI melhora previsão para PIB do Brasil em 2018

O Fundo Monetário Internacional (FMI) melhorou a previsão de crescimento para o Produto Interno Bruto do Brasil (PIB) em 2018.

De acordo com relatório de perspectivas para a economia mundial divulgado no dia 17 de abril, a economia brasileira deverá avançar 2,3% neste ano.

O FMI também revisou a projeção para 2019. O Fundo prevê agora um crescimento de 2,5% ante estimativa anterior de alta de 2,1%.

No documento, o FMI cita que a inflação no Brasil está próxima do mais baixo nível histórico e diz que o crescimento de 2,3% esperado para a economia do país neste ano e de 2,5% para 2019 deve ser sustentado pelo consumo e investimento privado mais fortes.

 

– Indústria paulista cria 10.000 vagas em março, e 1º trimestre tem melhor desempenho desde 2013

No ano, são 23.000 novas vagas, mostra Pesquisa de Nível de Emprego da Fiesp e do Ciesp

A indústria paulista criou 10.000 postos de trabalho em março, mostra a Pesquisa de Nível de Emprego da Fiesp e do Ciesp, divulgada em 16 de abril). No ano, houve acréscimo de 23.000 postos. É o maior saldo no primeiro trimestre de um ano desde 2013, quando foram criadas 34.500 vagas.

José Ricardo Roriz Coelho, segundo vice-presidente da Fiesp e diretor titular de seu Departamento de Economia, Competitividade e Tecnologia, destaca que a recuperação da economia está em trajetória de crescimento, ainda que o ritmo esteja aquém do desejado.

“Continuamos com a recuperação do emprego. Ela é lenta, com um crescimento não tão forte como gostaríamos, por alguns problemas de rota. Agora, nossa preocupação é que esse crescimento passe a ter ritmo mais acelerado”, para compensar a queda habitual do segundo semestre de cada ano. “Se reformas como a da Previdência tivessem sido feitas, acredito que a situação seria bem melhor”, afirma Roriz.

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Mais Rental News