Rental News | Confira nossa publicação mensal

28

Jun 2016

CONCRETO É COISA SÉRIA – BETONEIRA TAMBÉM

Quando falamos em concreto, entendemos ser a mistura da pedra, areia, cimento e água, com uma infinidade de aplicações, em proporções variadas (traço), […]

Quando falamos em concreto, entendemos ser a mistura da pedra, areia, cimento e água, com uma infinidade de aplicações, em proporções variadas (traço), dependendo do serviço a ser executado.

Para grandes obras não temos dúvida que, hoje em dia, recorremos ao concreto usinado, mas para pequenos e médios serviços podemos utilizar as betoneiras (misturadoras) e também, em último caso,
até fazer a mistura manualmente.

É evidente que o concreto misturado na betoneira tem uma qualidade muito melhor que o manual, pois a mistura fica mais homogênea, após 3 a 5 minutos batendo os ingredientes. Além da qualidade, há também o desgaste físico dos operários e o tempo de preparação.

Ao analisarmos a produtividade, temos que levar em conta vários fatores: o local onde é executado o trabalho, a qualidade da mão de obra, o treinamento dos operários e o arranjo do local (layout).

As pesquisas apontam que o preparo de concreto manual necessita de 12 horas de ajudantes para processar 1 (um) metro cúbico, de qualidade não muito confiável pois, ao misturar a água, sempre escorre um pouco de “caldo verde” (água e cimento) que acaba alterando o traço desejado, diminuindo a resistência à finalidade que se previa.

O concreto preparado em betoneiras pequenas e médias necessita, aproximadamente, de 4 a 7 horas de ajudante dependendo, naturalmente, da capacidade da betoneira e também do arranjo local para carregar e descarregar a máquina, além da qualidade da mão de obra, mas fornece uma mistura muito melhor, bem homogênea e mais resistente, visto que leva menos água, o que torna o concreto mais resistente.

Luiz Mattiazzo Netto
Diretor Administrativo
Metalpama

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Mais Rental News