Notícias | Fique por dentro

08

Jan 2019

Relatório calcula que Brasil será a sexta maior economia do mundo em 2030

A teoria usada pelos economistas é de nos próximos anos, países mais populosos tenham parte do PIB do planeta na mesma proporção em que tem habitantes

Em relatório do banco britânico Standard Chartered, o Brasil pode se tornar a sexta maior economia do planeta em 2030. O País faria parte de um dos sete mercados emergentes que estariam no top-10 daqui há 11 anos, segundo a instituição financeira de Londres.

No topo da lista prevista está a China, que tomaria o posto atual dos Estados Unidos, com uma economia que movimenta US$ 64,2 trilhões. Depois viria a Índia, seguida pelos americanos, Indonésia e Turquia. O relatório afirma que a China se tornará a maior economia do planeta já em 2020.

A teoria usada pelos economistas que desenvolveram o texto é de que a divisão do PIB do planeta irá convergir para a divisão de população, fazendo com que países mais populosos tenham parte do PIB do planeta na mesma proporção em que tem habitantes.  “A nossa previsão a longo prazo é baseada em um princípio: que a divisão do PIB mundial irá convergir para o PIB per capta de países desenvolvidos e emergentes”, explica David Mann, economista da Standard Chartered, em nota.

Os economistas do banco também notaram que países emergentes vivem momentos de reforma, e que elas podem alavancar sua produtividade. Outro ponto importante do relatório diz respeito a classe média, que se tornará a maioria da humanidade em 2020, uma tendência que ajudar nos efeitos do envelhecimento da população, fenômeno recorrente em países emergentes como China e Brasil.

A projeção é de que a Índia tenha a maior expansão da economia no período, com média de crescimento anual de 7,8. Já a China irá diminuir o ritmo, com crescimento médio de 5% até 2030. Ao todo, a Ásia é o continente com maior potencial de desenvolvimento. Segundo o banco, o continente será responsável por 35% do PIB global, o total combinado da zona do euro e Estados Unidos.

 

Fonte: IstoéDinheiro

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Mais Notícias