Notícias | Fique por dentro

07

abr 2017

Indústrias se unem em prol do Novo Plano Diretor de São Paulo

Novos produtos ajudam a tornar empreendimentos ambientalmente corretos e geram retornos financeiros a curto prazo

Aprovada pela Prefeitura da cidade de São Paulo em março de 2016, a nova Lei de Zoneamento, dentro das estratégias do Plano Diretor Estratégico, vem mexendo com o mercado da construção civil, principalmente no que diz respeito às utilizações dos terrenos da cidade com novos empreendimentos e reformas em diferentes regiões da capital.

A responsabilidade ambiental das construções tem sido um dos principais pontos, como a obrigatoriedade às edificações em lotes acima de 500m² para que atinjam um percentual mínimo de ações visando diminuir os impactos no meio ambiente, como cobertura vegetal, drenagem, retenção e reutilização das águas pluviais – a chamada quota ambiental. Dentro deste contexto, empresas brasileiras estão compartilhando know-kow técnico em pesquisas para desenvolver produtos que propiciem grande ganho ambiental, como o Tec Garden, desenvolvido pela Remaster – indústria nacional referência em soluções de engenharia e Eliane Técnica – braço técnico do Grupo Eliane, especializado em soluções construtivas completas e competitivas.

A tecnologia reserva as águas das chuvas para irrigação de espaços verdes em lajes, fachadas ou jardins sem utilização de mecanismos automático ou manual. Deste modo, reduz o risco de enchentes e reaproveita a água captada para a limpeza e manutenção – gerando pontos importantes para a quota ambiental e grandes retornos financeiros de curto prazo.

Um exemplo de case na cidade de São Paulo é um empreendimento localizado no bairro Vila Clementino, em uma área total de 1.706 m², que empregaria 298m² de Tec Garden no jardim térreo e na cobertura verde do teto. A instalação no projeto garante um reservatório de 30.000 litros d´água – equivalente a 30 caixas d´água de mil litros.

Segundo o estudo, por conseguir ultrapassar o percentual mínimo ambiental exigido por lei, a construtora teria um desconto total de R$ 71.652,00 na outorga onerosa, taxa cobrada para poder construir ou ampliar uma construção. Investindo R$220,00m² no Tec Garden já instalado, a construtora pode alcançar um desconto real de R$ 361,87 no metro quadrado construído – uma economia de R$141,87 por metro quadrado.

“Ao firmar parcerias, buscamos por empresas que invistam em pesquisas ambientais em âmbito nacional, unindo nossas expertises no setor de construção civil. A aliança com a Remaster culmina na ampliação de marketing share de soluções sustentáveis para grandes empreendimentos”, declara o diretor comercial do Grupo Eliane, Rogério Longoni.

Novas diretrizes

Com metas para os próximos 16 anos em relação à capital paulista, o Novo Plano Diretor é um importante avanço para se estabelecer um novo modelo de desenvolvimento urbano da capital paulista, que melhore as condições de vida de todos os cidadãos.

“O Novo Plano Diretor em São Paulo visa aproximar moradia e emprego, enfrentando as desigualdades socioterritoriais. Promover melhor qualidade de vida, com redução das ilhas de calor, ampliação dos espaços mais arborizados e diminuição dos riscos de enchentes, ajudando a humanizar e reequilibrar a cidade, tornando-a mais desenvolvida economicamente para as futuras gerações”, conclui o Superintendente de Estruturação de Projetos Diretoria de Desenvolvimento da Prefeitura, Marcelo Fonseca Ignatios.

compartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on TumblrShare on LinkedIn0

Mais Notícias