Notícias | Fique por dentro

03

Dez 2019

Caged aponta saldo positivo da construção civil pelo sétimo mês consecutivo

Setor fecha outubro com 7.294 vagas abertas, melhor resultado desde 2011

O setor de construção civil apresentou saldo positivo na razão entre contratações e demissões pelo sétimo mês consecutivo no ano de 2019, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Os resultados foram publicados pela Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia na última quinta-feira (21).

Em outubro deste ano, foram 128.527 admissões e 121.233 desligamentos no setor, resultando em um saldo de 7.294 vagas. O número de admissões é maior que o observado em setembro (126.439), porém o saldo no mês retrasado foi de 18,3 mil, ou seja, houve desaceleração na retomada do emprego na construção. Na comparação com outubro do ano passado, o resultado foi 14,4% superior, e no acumulado do ano o saldo é de quase 125 mil vagas de trabalho abertas.

O maior saldo de empregos por classes CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) em outubro foi o do gênero de obras de acabamento (1.194). A classe referente à construção de rodovias e ferrovias, por sua vez, apresentou saldo negativo de 741 no mês.

A região Sudeste segue apresentando o melhor saldo do país pelo quinto mês consecutivo neste ano. O resultado observado, de 3.441, aponta prosperidade em oportunidades de emprego na construção civil.

Em outubro, Minas Gerais foi o estado em destaque na região, exibindo saldo positivo de 2.997. O crescimento em relação ao total do estado referente ao mês anterior foi de aproximadamente 22,6%. São Paulo também apresentou resultados positivos, indicando um saldo de 2.285. Na região Nordeste, Maranhão se destacou com um saldo de 1.132, assim como o Rio Grande do Norte (635).

A região Norte foi a única a apresentar saldo negativo nos resultados do mês de outubro (-320), em contraste com os saldos da região Centro-Oeste (270), Sul (1.425), Nordeste (2.478) e Sudeste (3.441).

Quanto à taxa de rotatividade total do país no setor, o número observado em outubro de 2019 foi de 8,2%. No mês de setembro, a taxa verificada foi de 7,31%. O setor de construção civil apresentou a segunda maior taxa de rotatividade, melhor apenas do que o setor agropecuário (8,25%). Quanto maior a taxa, mais instável é a situação dos empregos no setor.

O resultado de outubro foi o melhor para o mês desde 2011. De 2012 a 2017, todos os meses de outubro apresentaram saldo negativo, com melhora progressiva a partir de 2018.

Fonte: Smartus

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Mais Notícias

No Banner to display