Notícias | Fique por dentro

30

ene 2019

Indústria de materiais está otimista quanto as ações do Governo para o setor

Após avaliação positiva de dezembro e projeção “regular” para janeiro, expectativa é de que as medidas governamentais aqueçam o mercado
As expectativas do empresariado da indústria de materiais de construção seguem otimistas. Segundo o Termômetro da ABRAMAT, pesquisa de opinião conduzida entre as empresas que compõe a associação, 56% das associadas estão confiantes sobre as ações do Governo para o setor da construção civil nos próximos 12 meses. A expectativa positiva, além dos sinais dados pelo governo, também pode ser notado pela avaliação positiva das vendas ao mercado interno em dezembro, considerada “boa” ou “muito boa” por 65% das empresas associadas, e a previsão de faturamento no mercado interno em janeiro, que 53% preveem ser “bom” ou “muito bom”.

Ainda que a expectativa de faturamento de janeiro em relação a dezembro seja menos otimista, o novo ciclo político, iniciado efetivamente em janeiro, mantém o empresariado com um olhar positivo para o futuro. A marca registrada na pesquisa na seção “expectativa das ações governamentais” representa crescimento de 15 p.p. em comparação a dezembro de 2018 (mês anterior) e de 56 p.p. se comparado ao último mês de setembro, quando o otimismo do setor derrocou para os 0%.

“Notamos a continuidade de um otimismo dos últimos meses, algo que não era observado nas lideranças do setor desde 2012. Temos visto no governo uma inclinação positiva à resolução de problemas práticos, além da abertura ao debate com diferentes representantes da nossa sociedade, incluindo aqui nosso setor. Isso tudo corre em paralelo ao nosso pensamento de que apenas torcer para que o mercado reaja é pouco para uma associação do nosso porte. Nesse sentido, para além das ações do governo, a percepção é de uma boa vontade do empresariado em fomentar desse debate. Enquanto conselheiro da Feicon Batimat, por exemplo, saber que a essa altura 90% da feira está comercializada também é um sinal positivo, que demonstra além do otimismo, engajamento” afirma Rodrigo Navarro, presidente da ABRAMAT.

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Mais Notícias