Notícias | Fique por dentro

01

Nov 2019

Nova queda de juros amplia acesso à casa própria

A terceira redução, neste ano, das novas taxas de juros para financiamentos de imóveis com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e saldos devedores atualizados pela Taxa Referencial (TR) significa que mais pessoas poderão realizar o sonho da casa própria, segundo a Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi-GO).

“Também impacta em redução do limite de renda para os produtos, ou seja, pessoas com renda menores tendo acesso a crédito imobiliário, retorno do investidor, com a baixa na Taxa Selic também, e mais: o aluguel fica mais caro que a parcela de compra”, explica o diretor da entidade, Marcelo Moreira.

A taxa efetiva mínima para imóveis residenciais enquadrados nos Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) será de TR + 6,75% a.a. e a taxa máxima será de TR + 8,50% a.a., redução de 0,75 p.p. e 1,0 p.p, respectivamente.

“Essas reduções das taxas são sempre uma injeção de otimismo. Elas trazem uma repercussão muito boa do ponto de vista de negócio. Na última redução que houve, algumas parcelas de empreendimentos da EBM caíram em até 30%. Isso colabora para recuperar a credibilidade do mercado e torna o cenário mais positivo para as aprovações de crédito”, afirma Ademar Moura, gerente comercial e de marketing da EBM Desenvolvimento Imobiliário.

“E se falarmos em clientes da classe C, por exemplo, essa queda reflete em uma melhoria nas possibilidades de financiamento. À medida em que a taxa reduz, é possível encaixá-la mais confortavelmente no orçamento familiar”, complementa Ademar.

Fonte: CBIC (Com informações da Ademi-GO)

 

Leia mais:

Abrainc sugere melhorias na minuta da Nova Lei de Zoneamento

Lei de Duplicatas para Locação prestes a ser aprovada

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Mais Notícias