Notícias | Fique por dentro

05

Jun 2019

Industrialização em construção no Brasil não é tão usada quanto poderia

Apesar da industrialização na construção civil ser tendência mundial nos canteiros e se mostrar muito mais proveitosa em relação a produtividade, agilidade, sustentabilidade, qualidade e economia quando comparada ao sistema tradicional de construção, ela ainda não é tão utilizada no país quanto poderia.

Segundo o consultor técnico e de gestão de projetos de construção civil, Danilo Lorenceto, isso acontece por conta da cultura e da falta de investimento em gestão:” Não é só a industrialização que traz melhorias de performance e de resultado, precisa ter uma mudança na mentalidade do líder, ele começar enxergar que mudar é preciso, investir em uma melhor gestão, e aí sim utilizar a industrialização em função disso”, ressalta. “Temos uma cultura em que as pequenas e médias empresas não investem em gestão, acham caro e aprendem fazendo. Elas precisam entender melhor seu negócio, tanto do ponto de vista estratégico, quanto do tático e operacional”, acrescenta o consultor.

Toda a cadeia de suprimentos para construção civil, é considerada mais segura por ser produzida industrialmente, seguindo normas técnicas que garantem alto padrão de conformidade, qualidade e confiabilidade, critérios indispensáveis na construção civil. Também otimizam os processos e tempo da obra, facilitando o planejamento da empreitada. Para Lorenceto, o jeito enxuto de pensar da industrialização – pensar em tudo antes e de uma forma simples e clara – melhora a efetividade do resultado: “É por isso que a industrialização é mais fácil de controlar. Simplificando os processos diminuímos as chances de saírem errados e tão manufaturados”, afirma.

Os produtos também tem um aspecto sustentável, pois reduzem os entulhos nos canteiros, além de serem utilizados muitos materiais reaproveitáveis e renováveis, como madeira de reflorestamento. Lorenceto explica que no sistema construtivo parede de concreto, por exemplo, é possível reduzir para apenas 30% a quantidade de entulho em comparação ao sistema tradicional.A industrialização na construção civil se mostra como solução extremamente interessante, mas pouco explorada, que pode tornar as empresas do setor mais competitivas, reduzindo os custos finais de uma obra com a vantagem ainda de ser um modelo ambientalmente responsável.

Sobre Danilo Lorenceto: Formado em Engenharia Civil pela UNESP, MBA em Gerenciamento de Projetos pela FGV, atua há mais de uma década no mercado da construção civil participando dos mais diversos projetos comerciais, industriais e residenciais. Especialista em Paredes de Concreto Moldadas Inloco, Consultor técnico e de Gestão de Projetos de Construção Civil em todo território nacional. Atuação também focada na produção de Cursos e Palestras de Gerenciamento de Projetos e Industrialização na Construção Civil.

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Mais Notícias